segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Love!


Because all you need is love..

One..


Is it getting better
Or do you feel the same?
Will it make it easier on you now
You got someone to blame?

You say
One love,one life
When it's one need
In the night
One love
We get to share
It leaves you, baby
If you don't care for it

Did I disappoint you
Or leave a bad taste in your mouth?
You act like you never had love
And you want me to go without

Well, it's too late
Tonight
To drag your past out
Into the light

We're one
But we're not the same
We get to carry each other
Carry each other
One

Have you come here for forgiveness?
Have you come to raise the dead?
Have you come here to play Jesus
To the lepers in your head?

Did I ask too much?
More than a lot?
You gave me nothing now
It's all I got

We're one
But we're not the same
Well
We hurt each other
Then we do it again

You say
Love is a temple
Love is a higher law
Love is a temple
Love is a higher law
You ask me to enter
But then you make me crawl
And I can't be holding on
To what you got
When all you got is hurt

One love
One blood
One life you got
To do what you should
One life
With each other
Sisters, and my brothers

One life
But we're not the same
We get to carry each other
Carry each other

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Fechado pra balanço


Completamente, desesperadamente necessitada de uma busca psicoespiritual..


My favorite

"Eros e Psique"
(FERNANDO PESSOA)


Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa adormecida,
Se espera, dormindo espera,
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado,
Ele dela é ignorado,
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino -
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora,

E, inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.


domingo, 12 de setembro de 2010


"Talvez isso mude. Talvez você entre na minha vida sem tocar a campainha e me seqüestre de uma vez.
Talvez você pule esses três ou quatro muros que nos separam e segure a minha mão, assim, ofegante, pra nunca mais soltar.
Talvez você ainda possa pular no rio e me salvar.
Ou talvez eu só precise de férias, um porre e um novo amor.
Porque no fundo eu sei que a realidade que eu sonhava afundou num copo de cachaça e virou utopia."

CFA

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Como Tom e Jerry


Meu amigo André, mais conhecido como "o conselheiro amoroso", sempre me diz que, em se tratando de assuntos do coração a regra é simples: sempre tem alguém correndo atrás de outro alguém.

Realmente não podemos facilitar em nada as coisas: quem me quer eu não quero; quem eu quero não me quer; e assim a vida vai seguindo.

É como uma brincadeira de "Tom e Jerry", mas com uma pitada de corações partidos, encontros, desencontros, murros em pontas de facas, lágrimas e incontáveis noites sem dormir.

Ninguém disse que seria fácil. Mas nem que poderia ser tão complicado, doloroso e traumático.

Costumo ver a vida como um imenso jardim: precisamos regá-lo todos os dias para que floresça, mas nem sempre nos damos ao trabalho de fazer isso.

Assim, restam-nos poucas opções:
  1. Continuar na brincadeira de gato e rato, talvez (e bem provável que sim!) infinitamente;
  2. Se querer quem me quer bem;
  3. Ou continuar apelando para "no momento minha prioridade é a minha vida profissional" (essa é bem difícil de digerir, confesso!).
Um mundo em que amor e ódio andam juntos em tamanhos encontros e desencontros.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Amor = Pause


Começo com um trecho cantado por Maria Gadú, no nome bastante sugestivo da música "Tudo diferente":

"Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, viu"

Apesar do nome, pra mim continua sendo tudo igual. Quero "altas" dessa história de amor, de joguinhos de conquista, de falar nas entrelinhas.. A verdade me ofusca: não se trata de utopia, mas de banalização.

Meu Deus! Como demorei para pensar nisso. Sim, demorei. Mas antes tarde do que nunca.

Admito que sou antiga, daquelas que gostam de romance mamão com açúcar, de histórias de príncipes e princesas e de "happy endings".

"Não, não, não suporto mais, prefiro andar sozinha como sou.."

Não quero "ser o amor" até que seja amada de verdade, não quero participar dos seus planos se eu não faço parte deles, não quero que cante a minha vida com as suas letras.

Preciso manter os pés enraizados no chão, nada de devanear, ou criar mundos cor-de-rosa por enquanto.. "Dia e noite céu de pé no chão, o detalhe que o coração atenta".

Antes de qualquer amor, o amor-próprio. E quando eu puder amar alguém perto do quanto me amo, aí sim valerá a pena.. Complexo né? Nem tanto.

Volto à fase que os homens tanto adoram, "no momento quero priorizar minha vida profissional". Não quero amigos, inimigos, nada..

Porque, como cantou meu querido Hebert Vianna, "solo quiero saber lo que puede dar cierto no tengo tiempo a perder"!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Intensidade x Medo

Dá um certo trabalho decodificar todas as emoções contraditórias.

Que vontade, que vontade enorme de dizer outra vez meu amor, depois de tanto tempo e tanto medo.

Incrível como algumas coisas deixam marcas, e até parece que foram marcadas à ferro, porque você ainda as sente.

Caio Fernando Abreu

Pergunte à Amy:


- Oh, Amy, você permite que as pessoas brinquem assim com o seu coração?





quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Dúvida???



"Se não sabe, se afaste de mim.
Se ainda cabe, me abrace, enfim."

Ana Cañas e Nando Reis

Desabafo... (por Caio F. Abreu)


Ela era bonita. Mas não era bonita e só - como a maioria dos bonitos, ela era bonita e tinha muitas outras coisas na bagagem.

Eu estou vivendo uma coisa muito boa. Aquela coisa que a gente suspeita que nunca vai acontecer. Aconteceu.

Errei pela primeira vez quando me pediu a palavra amor e eu neguei.

Como pode? Duas pessoas tão diferentes se amarem a ponto de não conseguirem desviar os pensamentos um do outro?

É preciso cuidado com o arisco, senão ele foge. É preciso aprender a se movimentar dentro do silêncio e do tempo.

Cuidado com as ilusões, mocinha, profundas e enganosas feito o mar.

E outra coisa – não se esforce. Pelo menos, não tanto. Não fique ai remando contra a maré, dando murro em ponta de faca.

Veja – se não fora pra ser, não vai ser. Acredite em mim. Coisa boba essa sua tentativa de ir além.

E olhe, eu não estou pedindo pra você desistir não, não é isso. Eu só quero que você pense mais… que tenha argumentos melhores.

Não sei, deixo rolar. Vou olhar os caminhos, o que tiver mais coração, eu sigo.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Definitivamente boi preto procura boi preto..

Esse ano confirmei a tese tão afirmada pela minha amiga Yamini: "boi preto procura boi preto".

"Amor não resiste a tudo, não. Amor é jardim. Amor enche de erva daninha. Amizade também, todas as formas de amor."

Verdade seja dita, as pessoas atraem de acordo com o que elas plantam, e acho que plantei coisas muito boas pra ganhar uma amizade como a sua de presente, pessoa tão digna!

Infelizmente, o mundo dá muitas voltas. Surgem oportunidades novas, daquelas irrecusáveis mesmo. E aí você parte pra procurar o pote de ouro no arco-íris.

Como a boa escorpiana que sou, é claaaaro que vou morrer de saudades!

Afinal, não é todo dia que tenho um amigo pra conversar comigo em alemão, mesmo que eu não entenda uma palavra; que me fez cia até quando eu vou comer esfiha de beringela (mesmo dizendo eca todas as vezes!); que sempre diz que não tem tempo pra me dar aulinhas de inglês, mas é aquele que mais me incentiva e mostra que eu consigo sozinha; que me convence a comer Mc Donald's e sempre vou pra vê-lo feliz; que é tão puro de coração; que é inteligente, mas tão inteligente que me faz dizer "que quero ser assim quando eu crescer"; que faz do trânsito de 18hrs da Prudente a coisa mais divertida do mundo...

É, nada como um dia após o outro.. Mas pode ter certeza que eles não serão coloridos sem você.

Isso, apesar do tom, não é uma despedida, e eu proíbo que seja! rs! Pois como digo todos os dias, "eu não sei mais viver sem você, Luizinho"!

Só me resta uma coisa a dizer: saudade é mato!

domingo, 18 de julho de 2010

Triste é não chorar..

Começo esse post de devaneio de domingo à noite (dia depressivo, eu sei, ainda mais quando toca a musiquinha do Fantástico!), citando mais uma música do meu compositor favorito, Nando Reis:


Triste é não chorar
Sim eu também chorei
E não, não há nenhum remédio
Pra curar essa dor
Que ainda não passou
Mas vai passar!
A dor que nos machucou
E não, não há nenhum relógio
pra fazer voltar... O tempo voa!

Eu sou uma chorona nata, fato. Choro dirigindo (quando toca aquela música de nostalgia), vendo filminhos românticos, novela, uma conversa mais densa, quando me decepciono, quanto estou muuuuito feliz, e agora descobri que até com "Sex and the City".

Mas como canta a música, "triste é não chorar", já que, como escreveu Caio Fernando Abreu, "ando bem, mas um pouco aos trancos. Como costumo dizer, um dia de salto 7, outro de sandália havaiana".

E a vida é assim, tudo muda a cada segundo e a todo instante. Até a Cássia Eller disse:

"Não é porque eu sujei a roupa bem agora que eu já estava saindo
Nem mesmo porque eu peguei o maior trânsito e acabei perdendo o cinema
Não é porque eu não acho o papel onde anotei o telefone que eu to precisando
Nem mesmo o dedo que eu cortei abrindo a lata e ainda continua sangrando
Não é porque eu fui mal na prova de geometria e periga d'eu repetir de ano
Nem mesmo o meu carro que parou de madrugada só por falta de gasolina
Não é porque tá muito frio,
Não é porque tá muito calor"

Mas chorar não traduz tristeza.. Parei com isso! Afinal, porque não deletar esta palavra do nosso vocabulário?

Hoje choro não mais de tristeza, mas com a beleza do sol; por aprender que sou forte porque simplesmente quero ser; que sou uma mocinha corajosa; por correr atrás no trabalho, sem medo de levar um não, afinal, eu corro é pelo sim; por acreditar todos os dias no amor; por ter amigas maravilhosas que compartilham comigo todo minuto de alegria, desabafo e o que tiver que vir; por ter um irmão (Marquinhuuuuus, coração de melão!) que cuida de mim mesmo de longe, meu sol; por acreditar que a família é a minha base e poder fazer dela sempre mais forte...

Acho que continuaria com esta lista infinitamente, mas confesso que seria meio enfadonho.. Não esqueçam: felicidade não é um estado de espírito constante, não um ser ou não ser, ela é composta por momentos que realmente nos permitimos!

Ainda quero a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida, não perdi o espírito Amélie Poulain dentro de mim, continuo gostando de ler, de ouvir jazz, de ir a cafés e comer os doces mais maravilhosos que ele fazem, tomar um vinho na lareira, conversar horas com as amigas.

Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim: que seja doce!

Afinal, "Felicidade se acha é em horinhas de descuido", como disse Guimarães Rosa. E para aquele que cantou que "tristeza não tem fim, felicidade sim", que me perdoe! Mas a tristeza está out no momento!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Ausência...

Existe apenas uma maneira de explicar tanto tempo ausente deste meu cantinho de desabafos, sonhos e tamanhos devaneios..
E hoje explico citando as palavras de um pensador e poeta, Caio Fernando Abreu:

Sofri, chorei, mas mesmo assim eu fui feliz.
Se podia voltar, insistiu, para sermos felizes juntos. Eu disse que sim, claro que sim, muitas vezes que sim.
Tudo isso dói. Mas eu sei que passa, que se está sendo assim é porque deve ser assim, e virá outro ciclo, depois.
Para me dar força, escrevi no espelho do meu quarto: "Tá certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?".
A barra mesmo é ter que estar vivo e ter que desdobrar, batalhar um jeito qualquer de ficar numa boa
Perdoem o silêncio,o sono,a rispideza solidão.Está ficando tarde,e eu tenho medo de ter desaprendido o jeito. É muito difícil ficar adulto.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Meu mundo cor de rosa particular!


Hoje amanheci com espírito devaneador, que novidade!!

Muitos não acreditam nisso, mas penso que atraímos as coisas para nossas vidas de acordo com a nossa sintonia. Essa é a receita de bolo do livro "O Segredo": pensamentos positivos podem mudar tudo, e atrair coisas boas.

Um amigo me disse que admira como consigo ser mulher com jeito de menina, e me fez um pedido sincero: "Kakaw, não pare de sonhar, isso vai atrair pessoas sonhadoras para sua vida. E não permita que seu mundo deixe de ser cor de rosa". E ele está mais rosa do que nunca.

Meu mundo cor de rosa de nada parece com vida de Barbie ou qualquer outra bonequinha que exista por aí, é um estilo de vida, estado de espírito mesmo. As pessoas me trazem cor, meu trabalho me traz cor, minha família e meus amigos me trazem cor, e mais ainda: meus livros, as músicas, recordações e até as saudades do que valeu a pena!

Hoje canto Antonia Adnet:

"Naquele dia eu sorria sem saber por que
Me perguntava o que podia acontecer pra me deixar feliz


Andava sem rumo, sem ter pra onde ir
Queria respostas, mas não queria ouvir
A verdade
De que eu sonhava acordada por aí"

Ultimamente estou leve, sonhando acordada, rindo sozinha, e sem precisar existir um motivo que justifique. Finalmente parei de pensar que preciso de motivos, pessoas ou que aconteça algo pra que eu esteja sempre sorrindo. É não inventar pedras pro meu caminho.

"Hoje eu estou para o que der e vier
Estou afim de alguém que queira tanto quanto eu"

Não pense que o conceito Jésus parou de palpitar em meus ouvidos: "o ser humano é gregário", sei que é, e adoro uma companhia gostosa pra rir, andar por aí sem rumo e dividir sonhos comigo.. Como é bom!!! Mas tudo a seu tempo, cansei de ter pressa...

Ser feliz depende apenas de mim. Sabemos disso, e insistimos em não acreditar.

Meu segredo é como o pózinho mágico da Sininho (confesso que exagerei! e mesmo assim acredito que isso me faz voar! rss), acordo e repito todos os dias "hoje é um dia que Deus fez pra mim, porque desperdiçar?"

"E toda vez que eu penso nisso
Vem uma voz pra me dizer
Que a vida é um compromisso
E não tem jeito de você querer
Fingir que ainda é menino
Fugir pra televisão

Hoje eu quero mesmo é sair a pé
Preciso de alguém pra passear por aí"

Quer melhor coisa do que estar satisfeito com sua própria companhia? Crie seu mundo, seja ele de qualquer cor, que seja colorido sem ter um porque.. Basta permitirmos e deixar acontecer!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Mulheres ao volante sim, chefe!

E diante de todos os comentários catastróficos sobre mulheres ao volante, estou eu aqui de novo com meus comentários ácidos, embora necessários e verdadeiros sobre o assunto.
.
Tudo bem, apesar de viver em um mundo bem cor de rosa, de acreditar nas pessoas, no amor e blá blá blá, eu tenho que admitir que os homens dirigem melhor que as mulheres.
.
Sei que as meninas devem estar me chamando de maluca e algumas até querendo me "pegar na saída", mas são dados científicas, então, pas de chance..

"Enquanto a mulher enxerga melhor no escuro que o homem, os olhos masculinos são mais eficientes quando se trata dum campo visual longo e estreito, o que lhes dá uma superior, e, portanto, mais segura visão noturna a longa distância. Essa capacidade, combinada a sua boa orientação espacial comandada pelo hemisfério direito do cérebro, permite ao homem identificar o movimento dos outros veículos na estrada, tanto diante quanto atrás." (Porque os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor)
.
É claro que existem muitas exceções, uma delas minha amiga Fernanda, a quem dizemos sempre "que ela dirige como homem".
.
Tudo bem, explicações científicas a parte, isso não gera direito a ninguém de nos colocar como as destruidoras do trânsito brasileiro. Claro, digo isto porque meu querido chefe sempre ressalta que de jeito nenhum, nem que sua vida dependesse disso, ele pegaria carona comigo.
.
Exageros à parte, a brincadeira partiu pra outro rumo. Os colegas andaram pegando muita carona comigo e tempo depois apareceu a formalização de seguro de vida pra cada um. Qualquer semelhança é mera coincidência!
.
Mas se as mulheres fossem tão ruins assim, nosso seguro de carro não seria mais barato que o dos homens, seria?
.
Ultrapassadas as críticas homens x mulheres no trânsito, é hora de escrever um pouquinho sobre o trânsito "belorizontino". Garanto que vale a pena ler, já que aqui existe um código de trânsito próprio. Não acredita? Então vejamos (Vide Código de Trânsito de Luiz Felipe):
  1. Em BH NÃO existe engenheiro de trânsito, eles ainda NÃO descobriram do que se trata.
  2. Sinal de braço só aqui, e com o risco de um motoqueiro passar te cortando e levar o braço junto.
  3. Seta, aaaaaah a seta. Aqui ela tem um significado especial: ACELERE!! Isso mesmo, ninguém tá dizendo que quer entrar à direita, à esquerda ou fazer uma conversão. Deve ser, porque sempre que damos seta os carros.. aceleram!!!
  4. Sinal de trânsito, semáforo, sinaleiro ou como queiram denominar. Só em BH as cores tem outro significado. Verde: Livre sempre. Amarelo: Pode passar à vontade. Vermelho: Podem passar mais três. Duvidam?? É só parar ao lado de um sinal e contar, uma simples continha matemática de 1 + 1 + 1!
  5. Uma dica: ao atravessar a rua, nunca deixe que o condutor do veículo veja que você olhou para os dois lados. Se isso acontecer, lamento, mas ele com certeza vai acelerar.
  6. Uma última dica, de acordo com uma senhorinha de um causo típico mineiro, atravesse sempre com mais pessoas, "porque em bando eles não atropelam"!

É isso aí, continuo dirigindo, muito bem por sinal, chefe!, como cena de filme americano: cabelos esvoaçantes, a musiquinha básica e agora sem businas e rezando pra ter paciência!

Se for dirigir em BH, basta seguir as regrinhas acima!

E vamos dirigir mulherada!

Procura-se. Gratifica-se.

Estranhamente encontrei esta postagem nos rascunhos do meu blog, mas que, definitivamente, não fui eu quem escrevi.

Será que o autor poderia, por favor, se identificar????

"Eu te amei muito. Nunca disse, como você também não disse, mas acho que você soube.
Pena que as grandes e as cucas confusas não saibam amar.
Pena também que a gente se envergonhe de dizer, a gente não devia ter vergonha do que é bonito.
Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo,e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas.
Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei.
São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas.
Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha.E tenho.
Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim." (26/09/2010)

terça-feira, 23 de março de 2010

A vergonha BBB

Resolvi escrever este post com um velho amigo que há tempos não aparecia por aqui: bem vindo, Arnaldo Jabor, porque realmente "Faz Parte"!

"Triste país este em que pessoas como Kleber viram ídolos. Sem ter feitonada de bom, apenas por que fracassaram na tentativa do mal, sãojulgados inocentes.

Apenas por cometerem incontáveis erros de português, são julgados puros.

A desinteligência é confundida com qualidade, com algo a ser valorizado.

Pela sua ignorância e falta de estudo, imediatamente julga-se que nãoteve oportunidades, sem levar em conta a realidade de fatos. Pessoas identificam-se e pronto. Alguém lhe perguntou por quê não estudou ? Não,apenas constatam que o brasileiro típico não tem estudo, é ignorante eponto final."

Sempre repito que a educação é a base de tudo. E é essa educação, com esses exemplos que queremos criar nossas crianças?

"Triste país este que nunca soube votar, que se deixa levar pelasaparências, pela casca, como se conteúdo fosse o que menos importasse..."

Quantas vezes não vemos denúncias de políticos corruptos que todos os dias saem impunes? E são os mesmos que elegemos pra nos representarem e nos defenderem. Quanta falta de vergonha.

Não há como ter fé nas pessoas. Não há como ter fé nos nossos governantes. Não há como ter fé na mídia manipuladora. Há como ter fé em um jogo de vale tudo por dinheiro?

"Triste país em que um aproveitador barato vence um trabalhador, motivado apenas por preconceito.

A votação do BBB, mais do que uma etapa num programa de TV, mostra alamentável radiografia de um país superficial, em que a malandragem sempre predomina em detrimento ao caráter, à integridade, ao produzir.

Hackers de última hora modificam o percentual de votações, esfregam nacara dos internautas, e nada é feito.

Alguma semelhança com Brasília ?"

O Big Brother é um show: são 55 câmeras de alta tecnologia observando os seus participantes selecionados a dedo circulando por uma casa de alto luxo, com direito a academia, piscina, jacuzzi, festas nos mais altos padrões, presença de ilustres celebridades, shows particulares, até mesmo internacional (pra quem não se lembra do Coldplay!).

Mais o maior show não há dinheiro no mundo que pague. Falta de caráter, grosserias, ausência de humildade, urbanidade, dignidade e quantos mais ades forem possíveis enumerar.

Aqui se mostra que não há caráter, valores, princípios. Existe estratégia. Somente isso vale um milhão e meio de reais.

O Big Brother é um jogo: o jogo da vida.

"Infelizmente não é mera coincidência... Ídolos de barro são construídosnum piscar de olhos, o corpo, o rebolar, são sempre mais valorizados doque o caráter de um ser.

Vê-se o país em que hoje vivemos : Um enorme potencial desperdiçado. Um povo que poderia ser vencedor, íntegro, trabalhador. Mas a indolência, amalandragem, a falsa pureza é que são moedas correntes num mercadoinexplicável.

Kleber promete que se ganhar dá dinheiro aos outros participantes. O povo o aplaude. Já na primeira prova vende sua participação em troca deum carro usado. O povo aplaude as falcatruas expostas, acostumado que está...

Trata mulheres como objetos usáveis e descartáveis. Refere-se à Xaianecomo "cascuda para o ato" utiliza, descarta, fala mal dela para todos,parte para a próxima. O público, ao invés de castigar a cafajestagem,transforma-o num astro de última hora...A própria Xaiane ? Que vergonha! ? Apóia o mau-caráter.

Um simpatizante ameaça na net que todos que falarem mal do moço vão receber vírus em seus computadores. O servidor da Globo emperra, impedindo-nos de votar no domingo pela eliminação de Kleber, e na terça-feira, a favor de André ou Vanessa. Manipulação explícita ? O malvence e o bem sai, com um sorrisinho amedrontado.

Kleber dentro da casa chora de saudades dos pais, promete que farácaridade com o dinheiro, que ajudará outros participantes, que Maria Eugênia (boneca fabricada, cabeça de lata, como ele) o acompanhará até o fim.

Bastou anunciar-se o resultado e tudo mudou : Maria Eugênia foi "deixadapara depois", Bambam sai da casa e só após longuíssimos minutos sedivertindo com a galera é que foi dar um abracinho mixuruca nos pais...Seu grito com a galera ? "Nós vamos curtir muito com esta
grana" Ué, e acaridade ?

E a promessa que fez, ao vivo na noite de domingo, de que ficaria 12 horas de joelhos ? Onze eliminados. Alguns ruins, outros bons. Os outros dois finalistas, mais humanos e autênticos.

O ídolo de barro ganhou. É burro, ignorante, não tem cultura. Mas foiespertalhão, soube ludibriar o público com um "jeitinho humilde"inventado e aperfeiçoado, com um discurso demagógico que qualquer olhar mais atento desmascara.

Triste país este. Após a vitória de Kleber, ficou ainda mais triste ser brasileiro."

A cada dia fica mais triste ser brasileiro. E a cada edição muito, muito mais envergonhados. Obrigada às Lias, aos Dourados, aos Cadus por nos mostrarem que o mal sempre vai imperar. Que ter coração bom, ser digno e ter caráter não importa se não tivermos estratégias. Por dizerem às nossas crianças "joguem, sejam maus, porque assim vocês se darão bem, e quem sabe com essa escola de Brasília televisiva não chegaremos ainda mais longe???

Obrigada mestre Bial. Aliás, qualquer semelhança é mera coincidência.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Porque todo mundo tem um pouco de Yamini!!!

Já não basta mais cantar a tão marcada musiquinha pedindo "volta, vem viver outra vez ao meu lado". Agora restam a saudade e as boas lembranças, contando o tempo pra que certa mocinha tenha a bondade de nos visitar em BH.


Este post é dedicado a uma amiga especial, mas também a todos...

...todos aqueles que dizem "murango"!

...todos aqueles que dançam em cima da cadeira nas festas, se divertem na sua companhia e depois perguntam porque você não foi à festa!

...todos aqueles que trabalham ou tem aqueles momentos de altistas!

...todos aqueles que amam comida japonesa e fazem os amigos viciarem também!

...todos aqueles que olham pro céu cinza e dizem "ai que tristeza"!

...todos aqueles que são ratos de biblioteca e janeaustianos!

...todos aqueles que são pessoas boas, tem coração bom e só atraem coisas boas!!!

...todos aqueles que comem McDonalds 3 vezes por semana e depois só falam da tal dieta (ps. feito sob protestos, já que detesto essa comidinha! rsss).


Como cantou Martinália, e pra não perder o hábito, "quero ver se você tem atitude e se vai me encarar!"

E que venha pra cá, nem que seja pra compartilhar Alice!
Porque quem é VÍtor seeeeeeempre aparece!

Afinal, boi preto procura boi preto!!!

quarta-feira, 3 de março de 2010

E a floricultura não pode fechar!


Há duas semanas atrás percebi que alguns homens tem aqueles encontros semanais com os amigos e tive uma idéia fenomenal: porque não existir o dia semanal ou quinzenal das flores?

Funciona assim: escolhemos um dia da semana que será o dia oficial das flores! Nada de mocinhos, somente nós, a comida japonesa ou outras comidinhas, as musiquinhas gostosas e as conversas de mocinhas! Matar a saudade mesmo, afinal, nós merecemos!

Eu voto na quinta feira. O lugar: qualquer um na companhia de vocês!

Vamos lá, ânimo, flores precisam de luz!!!

Pra não perder o hábito, os versos de uma música:

"não se admire se um dia
um beija-flor invadir
a porta da sua casa
te der um beijo e partir
fui eu que mandei o beijo
que é pra matar meu desejo
faz tempo que não te vejo
ai que saudade docê"
Amo vocês, minhas florzinhas!!!
Porque a nossa floricultura não pode fechar!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

De volta ao planeta Terra...

Pode-se considerar um período de recesso, uma ressaca, ou até um longo período de hibernação como fazem os ursos polares.
Mas seguindo o exemplo da fênix e ressurgindo das cinzas, eis-me aqui devaneando outra vez..
Nada de nuvens cor-de-rosa, sonhos românticos ou príncipes encantados.. O mundo agora é outro: as princesas também viram sapos.
E quem disse que não temos o nosso dia de sapo??? Nos sentimos feias sim, sem vontade de largar o edredom fofinho, com uma vontade imensa de ficar presa apenas ao chocolate e à querida Jane Austen, a salvadora dos romances perfeitos (embora utópicos - desculpem-me, mas sou obrigada a admitir).
Mas sempre tem a luzinha que brilha, o amigo que aconchega (pra esse meu dou nome sem medo de errar - Marcus, Marcus Vinícius!), a vontade de sonhar, o ideal de que o trabalho faz crescer, a vontade de aprender, a luz, a força e o equilíbrio que aprendemos a manejar a cada dia.
Eu sou assim, uma Amelie Poulain.. Não mudei desde que escrevi os meus últimos posts, mas tenho aprendido algumas cositas (o espanhol anda me perseguindo, aliás, tienes descuento???): me amar, me valorizar antes de qualquer pessoa, não tenho preço, apanho, fico calejada sim, mas aprendo, não tenho medo de errar, de me arriscar, de me apaixonar perdidamente, desde que o mocinho queira se apaixonar por mim também, e o principal, a teoria que sempre defendo, repito e digo: tudo na vida é recíproco. Dai que receberás, plantas o que colhes, e pra aqueles que preferem, venha a nós e vosso reino!
Estou longe de ser perfeita, mas sempre consciente de dar o melhor de mim, o meu máximo, meu tudo, meu eu... O se não existe. O agora sim. Abro meu coração em busca de um peito aberto pra me amparar, abraçar, cuidar e dar o melhor de si. Pois como diz o velho ditado, ao lado de um grande homem, existe uma grande mulher. E quero estar sempre ao lado.
É, acho que exagerei nos devaneios por hoje. Mas sonhar é bom, pelo menos por isso ainda não pagamos imposto no Brasil.