quarta-feira, 29 de julho de 2009

O Único Verdadeiro Conto de Fadas


Desde meninas deveríamos ser condicionadas a entender que contos de fadas não existem.
Nada de Cinderelas, Belas Adormecidas, Chapeuzinhos Vermelhos, Belas ou Jasmines...

Até em Encantada, com aquela coisa toda de “True Love Kiss”, a bruxa má a envia para o nosso mundinho, e ainda o descreve como “o lugar onde não existem finais felizes”.

Em uma crônica fantástica do Rubem Alves (sou fã incondicional dele, vocês já perceberam, né?) chamada “Se é bom ou se é mau”, ele diz assim:

“A Terra do Nunca é a Terra do Sempre, que existe eternamente dentro da gente.”
(...)
“A estória da Branca de Neve não aconteceu nunca, mas todos nós somos, sempre, uma Madrasta que se vê triste diante do espelho e manda a menina, nós também, para ser morta na floresta. A estória de João e Maria não aconteceu nunca, mas em toda criança existe a fantasia terrível do abandono. A estória de Romeu e Julieta não aconteceu nunca, mas queremos ouvi-la de novo, pois dentro de nós existe o sonho do amor puro, belo e imortal. E é por isso que sou incuravelmente religioso, porque nas estórias da religião, que não aconteceram nunca, os sonhos e pesadelos da alma se acham refletidos. Acredito porque sei que são mentira. Se fossem verdade, não me interessariam.”


Nisso serei obrigada a discordar, porque este conto de fadas que vou contar pra vocês aconteceu, e está tendo o seu happy ending!

Duvidam? Pois não desistam, continuem lendo até o fim que vocês verão que é a mais pura verdade.

Era uma vez uma mocinha de 15 anos que tinha um blog. Nada muito inteligente, confesso, coisa de menina de 15 anos mesmo.. meio patético!

Um dia ela resolveu postar uma música (Pensando em você – Paulinho Moska), a favorita antes de Paciência, do Lenine, lembram?

De repente, ela percebeu que tinham vários comentários na postagem. E eram todos do mesmo mocinho! O mocinho!

Desde este episódio a mocinha e o mocinho ficaram muito amigos!!!!

Amigos mesmo!

O conto de fadas é do mocinho, e esta mocinha aí de cima é a amiga que apenas testemunhou tudo!

Mentes maldosas!

Enfim! O mocinho namora uma mocinha linda, daquelas princesas que só existem neste meu conto de fadas (todas as outras são uma mera tentativa ilusória), só que eles moram em reinos diferentes e distantes (o que significa milhares de pontes aéreas e anseolíticos pra acalmar os nervos da quilometragem!).

E sabe há quanto tempo??? 6 anos! 2.184 dias! 52.416 horas! É, acho que já deu pra sacar! (Fala que isso não é conto de fadas? Até o Rubem Alves vai concordar comigo!)

Um belo dia, a mocinha amiga descobriu que os mocinhos queriam morar no mesmo reino, e muitos pombos correios depois, conseguiu uma audiência com um certo Senhor Feudal! Ai ai!

O Senhor Feudal, muito muito gentil, e tremendo adorador de pão de queijo, (ps. Não é só no nosso reino que existem adoradores deste tipo de bolinhas de queijo dos deuses!), proseou, e proseou, e proseou...

E não é que o mocinho virou Suserano???? Agora vai dar bronca em muitos Vassalinhos!

E assim segue o Único Verdadeiro Conto de Fadas, agora no mesmo reino, perto da sua mocinha princesa, rumo ao seu próprio castelo, e Suserano do Senhor Feudal adorador de pão de queijo!

Claro que de quebra com uma fada literalmente madrinha, e louca, óbvio!

Então, em sua homenagem mocinho Príncipe, Pensando em você, do Paulinho Moska:

Eu estou pensando em você.
Pensando em nunca mais
Pensar em te esquecer
Pois quando penso em você
É quando não me sinto só
Com minhas letras e canções
Com o perfume das manhãs
Com a chuva dos verões
Com o desenho das maçãs
E com você me sinto bem
Eu estou pensando em você
Pensando em nunca mais te esquecer

5 comentários:

  1. Muitos baianinhos falando uai e comendo pao de queijo mto em breveee!!!HEHEHE...=)))))

    ResponderExcluir
  2. Com lágrimas nos olhos, o mocinho da história agradece profundamente o seu relato, e diz que sem a moça-fada, a história não teria um happy ending merecido. O maior agradecimento que eu poderia dar é a minha incondicional amizade.Para todo o sempre.

    ResponderExcluir
  3. Kawaninha, este post seu, foi o melhor...Muito lindo, mesmo já ter escutado a história. Mas por estas e outras, que acredito bem pouquinho em contos de fadas, fazer o que né? beijooo

    ResponderExcluir
  4. Que fofo seu blog, amiga!!!!! Meigo como você! Muito lindo!!!
    Bjão amore!

    ResponderExcluir
  5. Post Maravilhoso. Obrigado por existir.

    ResponderExcluir